Notícias

NÃO à "REFORMA DA PREVIDÊNCIA"

PEC 287/2016 PROPOSTA PELO GOVERNO FEDERAL

NÃO QUEREM QUE VOCÊ SE APOSENTE!

 

A PEC 287/2016

 

É TRABALHAR ATÉ MORRER E NÃO SE APOSENTAR

 

É O FIM DO DIREITO À APOSENTADORIA

 

A proposta da Previdência (PEC 287) enviada ao Congresso Nacional pelo governo federal contém regras absurdas e desumanas, que acabam com direitos históricos conquistados pelos trabalhadores.

 

Estão entre as propostas apresentadas pelo governo federal:

 

1 - Restrição no acesso ao benefício assistencial ao idoso e à pessoa com deficiência (BPC/LOAS).

 

2 - Desmonte do Serviço Social do INSS e retirada do assistente social dos processos de concessão de benefícios das pessoas com deficiência.

 

3 - Encolhimento da Previdência Social e expansão da previdência privada.

 

4 - Extinção da aposentadoria por tempo de contribuição.

 

5 - Alteração e redução do valor dos benefícios previdenciários como pensões e aposentadorias.

 

6 - O tempo de contribuição para a aposentaria integral, que corresponde a 100% do benefício de direito de cada trabalhador, será de 49 anos.

 

7 - Proíbe o acúmulo de benefícios, como pensões e aposentadorias.

 

8 - CORTE E RESTRIÇÃO nos benefícios por incapacidade (auxílio doença e aposentadoria por invalidez).

 

9 - Mulheres e homens passarão a se aposentar com 65 anos. A regra será a mesma para trabalhadores do campo e da cidade.

 

10 - Nas pensões por morte, o valor pago à viúva (o), será de 50% do benefício recebido do contribuinte que morreu, com adicional de 10% por dependente do casal, limitando a 100% da pensão.

 

11 - Desvinculação do piso previdenciário do salário mínimo, os benefícios do INSS e Benefício de Prestação Continuada (BPC/LOAS) menores que um salário mínimo.

 

12 - Sempre que o IBGE identificar aumento de um ano na expectativa de sobrevida do brasileiro, a partir dos 65 anos, a idade mínima de aposentadoria subirá um ano.

 

MOBILIZEM-SE! ENTREM NA LUTA CONTRA ESTE RETROCESSO! 

 

Reúnam-se com Vereadores, Deputados e Senadores do seu Estado